Existem alguns poucos lugares do mundo onde o tempo para. Não falo de monumentos históricos, castelos com séculos de idade, templos, santuários, apesar de exercerem fortes impressões em qualquer pessoa de sensibilidade acurada. Mas falo aqui de espaços atemporais, caminhos escondidos no meio de florestas, bosques, a paisagem do mar, regiões montanhosas em que se crê não existir nenhum outro humano. Apenas criaturas fantásticas.

Nunca percebeu isso? Nunca viu um descampado gigantesco com uma árvore solitária? Nunca prestou atenção aos raios de sol que conseguem vencer as copas das árvores dentro de um bosque, sendo uns poucos vitoriosos a tocarem o solo? Nunca notou o canto das águas quando quebram na costa, a dança das nuvens quando observam as ondas do mar? Se você ainda não percebeu nada disso, não está pronto para ver dragões, elfos, fadas e cenários fantásticos.

Mas calma. Hoje daremos uma mãozinha para você afinar a sua sensibilidade e imaginação. Bem vindo a Ithildin. Fale ‘amigo’ e entre.

Onde tudo começou, discutido com muita elegância. Participe da discussão dos artigos mais lidos do Ao Sugo.

A Verdadeira Inocência dos Contos de Fadas

raro conhecer alguém que saiba com um pouco mais de exatidão em que consiste um Conto de Fadas. E o pior, muitos ainda relegam sua importância. E por “importância” eu não me refiro à idéia de que Contos de Fadas trazem moralidades implícitas, mas na verdade de que estes contos, só por serem fantasia, já ocupam um lugar verdadeiramente importante na formação do intelecto de uma pessoa. […] Leia mais

Falando sobre Histórias de Fadas

onvém fazer uma observação sobre tudo o que está ligado a este gênero da literatura há muito criticado e relegado às crianças ou adultos não-crescidos. Como já disse Tolkien em Sobre Histórias de Fadas (1964) e outros expoentes do gênero, quase todos os termos usados para descrever as histórias sobre estas realidades diversas a nossa são repletos de problemas, a saber: “fadas”, “contos de fadas”, lugares “encantados”, “mágicos”, a própria definição do que é “magia” e do que é “fantástico”, narrativas que sempre estiveram presentes desde que a gente se entende por gente e, principalmente, entre nós adultos. Abre a Bíblia, vai estudar Mitologia e não me encha a paciência. […] Leia mais

Artigos variados sobre Fantasia, desde elementos comuns nas histórias até mesmo dicas sobre como escrever a sua própria aventura.

Phantásien

bvio que não irei discutir A História Sem Fim agora, pois nem li e embora tenha assistido aos filmes, não gostei das produções para o cinema (confesso que tenho grandes expectativas quanto ao livro original)… o seriado de TV não parece muito bom também… Mas queria apenas abrir a questão da fantasia (sim, também o nome da terra encantada de A História sem Fim), um gênero literário/cinematográfico/whatever que, apesar de possuir fãs ardorosos, é visto por muitos com uma reticência que considero extremamente desnecessária. […] Leia mais

A Moral da História

im discutir sobre contos de fadasfantasia e tudo mais. Apesar de parecer um artigo pretensioso, queria apenas abrir a discussão (logo, espero muitos comentários de vocês) sobre a idéia da “moral da história“, sem encerrar o artigo totalmente. Dito isto, gostaria mesmo que o leitor encarasse este texto como um ensaio, não no sentido literal/acadêmico do formato do texto ou da escrita, mas no sentido que estamos “ensaiando”, praticando, refletindo sobre a argumentação e, se possível, trouxesse novas idéias para artigos futuros. […] Leia mais

Em Defesa do Inútil: Sobre Dragões e Sonhos

ras, pare e pense, quantas vezes você já ouviu alguém dizer que um filme ou livro que você goste são “inúteis”? Eu nem precisaria dizer, mas é o tipo de mentalidade tecnicista e mercadológica que povoa o pensamento das pessoas hoje em dia. Se não serve para nada, oh não, eu não posso fazer/ler/assistir. Tudo que você faz/lê/assiste precisa servir para alguma coisa ou precisa significar alguma coisa profunda. […] Leia mais

Dragões contra Robôs

ma disputa clássica e ainda corrente no mundo nerd é sobre a primazia da Fantasia versus a Ficção Científica e vice-versa, assunto que mobiliza fóruns de discussão na internet, deixam os fãs, autores, livrarias e editoras atarantadas. Tenho alguns amigos que ainda brigam em torno da questão, tópico que a meu ver é uma discussão inútil. […] Leia mais

Um mundo fantástico… Inteiramente seu.

uantas foram as vezes em que você ficou na frente de um PC ou notebook (ou máquina de escrever para os leitores acima das 40 primaveras) e o número de primeiras páginas escritas ultrapassou em espessura uma nova edição de As Crônicas de Nárnia? Não que você tenha gasto muito papel, mas essas primeiras páginas, provavelmente, passaram pela sua cabeça em frações de segundo, e em frações de segundo foram também descartadas. […] Leia mais

A mente fantástica de J.R.R. Tolkien

 Terra-média (e, mais precisamente, Arda, que é realmente todo o mundo no sentido imaginativo tolkieniano) é um emaranhado complexo de culturas, com línguas, arquitetura, arquétipos e histórias de variados povos. Até mesmo as formações geológicas fazem sentido. […] Leia mais

Elfos, fadas e dragões onipresentes e pouco inteligentes

geralmente o nicho de Literatura de Fantasia, mais profícuo nos Estados Unidos e Inglaterra, é composto por longas séries de livros: um livro curto não é mais capaz de dar conta de narrativas tão complexas e ricamente elaboradas. Detalhar mundos que não existem nunca foi coisa fácil, mas, como um legado porco ou pouco compreendido de Tolkien, tais escritores não sabem mais segurar a mão. Para saber o que aconteceu com fulano ou sicrano é preciso passar por 1000 páginas ou mais. Isso, é claro, se o autor tomou vergonha na cara e decidiu botar um ponto final na coisa toda. […] Leia mais

Discussão sobre obras famosas do gênero, da literatura ao cinema.

Alice

entro da febre carrolliniana que chegou nestas bandas com a estreia do filme Alice nos cinemas, li num dos inúmeros artigos que saíram por aí um papo sobre as patologias de Charles Lutwidge Dodgson. O que devo entender por isso? Sério, posto aqui uma indagação polêmica sobre estes artigos que narram brevemente a vida do autor mais conhecido como Lewis Carroll, o criador de Alice no País das Maravilhas e Alice Através do Espelho. […] Leia mais

A Bússola de Ouro

trilogia Fronteiras do Universo foi lançada originalmente na Inglaterra com o nome “His Dark Materials” em 1995 com o primeiro volume, “The Nothern Lights” (nos Estados Unidos traduzido como “The Golden Compass”, sugerindo portanto a tradução brazuca: “A Bússola Dourada” aqui e em Portugal e, posteriormente, “A Bússola de Ouro”), o segundo volume em 1997, “The Subtle Knife” (que temos aqui por “A Faca Sutil”) e por fim o último volume, “The Amber Spyglass” (“A Luneta Âmbar” em português), lançado em 2000, todos pela Scholastic Point. […] Leia mais

Abrindo as Portas do Guarda-Roupa – Conhecendo o Sobrinho do Mago

uem apenas conhece os filmes O Leão, a Feiticeira e o Guarda-RoupaPríncipe Caspian e A Viagem do Peregrino da Alvorada, não sabe o que está perdendo sem ler o começo das aventuras na terra mágica de Nárnia, em O Sobrinho do Mago.  Não foi o primeiro livro das crônicas a ser escrito por C.S. Lewis (foi o sexto), mas cronologicamente é onde a saga toda começa, onde se pode descobrir como Nárnia surgiu e até que existiram outras terras há muitos anos atrás. […] Leia mais

El Laberinto del Fauno

Princesa Moanna, do Reino Subterrâneo, era sempre curiosa quanto ao mundo superior. Mas seu pai, o Rei, sempre dizia que ela não poderia subir. Levou muito tempo até que ela finalmente conseguisse escapar. Lá no alto, porém, ela perdeu sua natureza encantada e tornou-se mortal, esquecendo-se que fora uma princesa um dia. Desde então, os habitantes do Reino Subterrâneo têm esperado o seu retorno num corpo de um mortal. […] Leia mais

O Mundo Mágico de Harry Potter

embro-me quando fui ao shopping daqui com minha mãe, meu tio, meu irmão e minha irmã ao cinema bem na época em que passava Star Wars Episódio I e, por conta da minha mãe nem meu tio nem minha irmã gostarem da space opera de George Lucas (que pena para eles), acabamos tendo que optar pela sala em que passava Harry Potter I, dublado. Cheio de pôsteres e um grande Espelho de Ojesed de mentirinha na frente do cinema, Harry Potter e a Pedra Filosofal parecia apenas outro hit de verão para a criançada, até que entrei na sala naquele dia com a maior cara de tacho. “Tsc, sério que vamos ver isso aí? Mãe, pra piorar, o filme tá dublado!” […] Leia mais

Uma conversa com Fábio Cabral, autor de Ritos de Passagem

uatro jovens com sérios problemas pessoais, sérios problemas de relacionamento, sérios problemas de convivência; desajustados, hostilizados, excluídos; o rito de passagem se aproxima, e eles terão de superar a si próprios, ou morrer dolorosamente na tentativa!  […] Leia mais

A Batalha do Apocalipse – Uma ficção (quase) religiosa

ocê é cristão? É cristão e gosta de literatura de fantasia? Caso as duas respostas sejam positivas, você encontrou um bom livro para soltar a sua imaginação (como todo bom romance deve proporcionar ao leitor), mas tenha cuidado. Eduardo Spohr constrói A Batalha do Apocalipse sob uma base completamente cristã, contudo, através de uma liberdade criativa que lhe permite tomar a mitologia cristã sob um prisma diferenciado, lembrando uma percepção gnóstica do cristianismo. […] Leia mais

O Mundo de Wheel of Time

a Roda do Tempo gira e Eras vêm e vão, deixando memórias que se transformam em lendas. Lendas se esvaem em mitos e até o mito é há muito esquecido quando a Era que lhe deu origem surge novamente. Em uma Era chamada de Terceira Era por alguns, uma Era ainda por vir, uma Era há muito passada, um vento nasceu sobre a Baía Esmeralda no Oceano Atlântico. O vento não era o começo. Não há começos e nem tampouco fins nas voltas da Roda do Tempo. Mas ele era um começo. […] Leia mais

O Tecelão da trilogia fantástica The Fionavar Tapestry

guy Kay é considerado um dos maiores expoentes do gênero da Fantasia da década de 1980, especialmente por “revitalizar” o gênero sem ser uma mera cópia de O Senhor dos Anéis, algo bastante comum no mercado editorial desde o lançamento da farofada de Frodo Bolseiro e comitiva. É óbvio que as comparações são inevitáveis entre Fionavar O Senhor dos Anéis (é uma homenagem, oras), contudo, temos em mãos algo extremamente original e que, muito infelizmente, não chegou neste Brazil Guaranil. […] Leia mais

Robert Howard não poderia deixar de ter sua própria seção de Espada e Magia.

Conan, O Bárbaro

cara me escreveu mais de 300 estórias e 700 poemas e ainda por cima era amigo pessoal do H.P. Lovecraft, impressionante. De quem eu to falando? Tô falando do Robert E. Howard, escritor norte-americano (1906-1936) que deixou um dos personagens mais icônicos do século XX aqui no Ocidente: Conan, o Bárbaro. Ao revelar o processo criativo da concepção de Conan, John Milius nos conta que em uma noite Howard estava em frente a sua máquina de escrever quando sentiu a presença do bárbaro cimério em suas costas segurando um enorme machado e dizendo “escreva”. […] Leia mais

Conan, O Bárbaro (2011)

onan é um personagem tão lendário quanto a sua trajetória nos livros, quadrinhos, televisão, cinema e jogos, sendo evidentemente um poderoso ícone da cultura pop e nerd já bastante discutido aqui no Ao Sugo (ou seja, se quiserem saber o que a gente acha do Conan, você deveria procurar os posts por aqui se ainda pretende entender minha breve review). Em relação a TUDO o que já foi feito para o bárbaro cimério, certamente que este filme é, juntamente com o seriado de televisão e desenho animado, uma das piores coisas já feitas. […] Leia mais

Para os fãs de George R.R. Martin, tudo sobre As Crônicas de Gelo e Fogo.

A Guerra dos Tronos – As Crônicas de Gelo e Fogo

asicamente a história do livro é sobre a ascensão de Eddard “Ned” Stark ao posto de “Mão do Rei“, uma espécie de Grão-Vizir ou Alto Conselheiro do Rei Robert Baratheon. O “problema” todo é que Stark não desejou essa ascensão, afinal, é um Senhor do Norte do Reino e vive muito bem (e obrigado, diria), não desejando tomar parte da politicagem existente na Corte ao Sul. Mas se diz que se você não encontra o problema, o problema vem te encontrar… A antiga “Mão do Rei” falece de maneira relativamente misteriosa e Stark é convocado a assumir o posto. […] Leia mais

A Guerra dos Tronos – Muralha ultrapassada

ois bem, Guerra dos Tronos foi lido. Agora, como complemento ao artigo de Ben Hazrael, venho trazer algumas das minhas impressões sobre o livro e seriado de tv, apesar de acreditar veementemente que meu cérebro explodiu após a leitura de o Livro Um das Crônicas de Gelo e Fogo. E pior: em tempos de Dia da Toalha, ao mesmo tempo meu cérebro implodiu depois de assistir aos primeiros episódios da minissérie da HBO. […] Leia mais

A Fúria dos Reis – As Crônicas de Gelo e Fogo

uando terminei a última página de A Fúria dos Reis senti uma vontade imensa de dizer: “cascalho, cadê a porra do livro A Tormenta das Espadas?” É isso mesmo. Você devora cada página, cada capítulo, ansiando verdadeiramente pelo fim do livro, mas com a sensação amarga e tristonha de que a continuação não está em suas mãos e por isso vale a pena brecar, ler mais devagar para poder apreciar melhor todo o rico universo de fantasia criado por George R. R. Martin. Eu tentei fazer isso. Pela Força, como tentei! Mas foi muito difícil. […] Leia mais

Fantasia que chegou ao mundo dos jogos eletrônicos e saiu para fora deles.

World of Warcraft – The War of the Ancients

o uso exclusivo da magia surgiram quistos e com eles preconceitos. Apesar de ainda viverem no mesmo reino e compartilharem a mesma capital Zin-Azshari, os elfos se dividiram em Elfos Noturnos e os Bem Nascidos, sendo estes últimos a corte real, os magos que estavam cada vez mais distante de seus irmãos. Na sede de poder, os Bem Nascidos descobriram um ser de grande poder em outra dimensão, o Lorde Titã Sargeras, criatura de mal indescritível cuja única vontade é destruir a obra de seus irmãos criadores do universo. Descobrindo o mundo de AzerothSargeras convenceu os Bem Nascidos e a Rainha Azshara a abrir um portal para o seu mundo, prometendo poderes imensuráveis aos nossos camaradas de orelhas pontudas. [….] Leia mais

Arthas – The Rise of the Lich King

rthas – The Rise of the Lich King é sem sombra de dúvida um dos arcos mais impressionantes da história de World of Warcraft, ambientação de fantasia medieval de primeira qualidade que a cada dia que passa tem merecido mais e mais posts aqui no Ao Sugo. Escrito por Christie Golden em 2009, o livro reconta os eventos de Warcraft III – The Frozen Throne de maneira sublime, numa das maiores tragédias já conhecidas pelos nerds. Tudo dá errado. Nosso herói sucumbe às perversões da maldade e do poder, num roteiro infinitamente mais elaborado do que a palhaçada da queda de Anakin Skywalker para o Lado Negro da Força. […] Leia mais

World of Warcraft em Quadrinhos

ara os leitores e ouvintes do Ao Sugo já está mais do que claro que o meu apreço por World of Warcraft se dá pela riquíssima ambientação. E não é pra menos: desde meados da década de 90 que a Blizzard vem construindo aos poucos, tijolo por tijolo, um dos cenários de Fantasia Medieval mais densos que existem na atualidade. […] Leia mais

World of Warcraft – Uma Nova Aliança

odas as forças de Azeroth estão mobilizadas para enfrentar uma das maiores ameaças já conhecidas, o Lich Rei. Aliança e Horda preparam seus exércitos para investir contra a insidiosa e gelada Nortúndria, na esperança de erradicar de uma vez por todas o abominável exército de criaturas que renascem da morte como lacaios do mago nefasto. […] Leia mais

The Elder Scrolls V – Skyrim: por que tanto bafafá?

s montanhas e pradarias ressoam com a constante batalha. Nas planícies selvagens, mistérios revolvem-se em meio ao frio e ao sangue. Uma terra bárbara e violenta. O país está em uma guerra civil entre o Império de Tamriel e os rebeldes Stormcloaks, liderados por Ulfric, um antigo herói dos Nords. Ao mesmo tempo, algo que não era esperado acontece nas planícies e montanhas de Skyrim: o renascimento dos dragões. […] Leia mais

Os Demônios de Diablo III

á estava escrito nos antigos Pergaminhos Horádricos que os Lordes Infernais Diablo, Baal, Mefisto, Azmodan e Belial invadiriam o Especial de Fantasia do Ao Sugo, sendo então o prenúncio do Fim dos Tempos. Assim como meu ancestral, eu, Deckard Cain, continuo em busca da verdade juntamente com minha sobrinha Léa para enfrentar o mal encarnado. Prepare-se! […] Leia mais

Contato