Fantasy

Com o Natal chegando e a vergonha batendo na cara venho com um artigo há muito ensaiado e há muito prometido. O ano de 2013 foi o ano em que adentrei de vez nos reinos da Literatura Fantástica, o que influenciou sobremaneira na edição do Ao Sugo. Como forma de finalizar este ano “no azul” e compartilhar parte desta experiência com os nossos leitores, venho com 5 sugestões de livros leitura para aqueles que não sabem por onde começar ou até mesmo como belas indicações de presentes de Natal. Listo aqui alguns títulos clássicos e outros nem tanto do gênero, oferecendo também algumas alternativas contemporâneas, de qualidade (e bem baratinhas, diga-se de passagem) para todos os gostos.

Antes da lista propriamente dita, vale a pena deixar marcada a sugestão de leitura da nossa editoria “Ithildin”, espaço totalmente dedicado à Fantasia e que está repleto de artigos sobre o gênero, principais livros, filmes e alguns ensaios sobre o tema. Apesar de estar na moda essa coisa toda (perigosa) de psicanalistas analisarem Contos de Fadas, nossas leituras passam por outras vertentes, ainda mais se considerarmos a visão de um jornalista, o Marcus Vinícius e um antropólogo, enquanto editores do site. Divirtam-se!

O Espadachim de Carvão

5 – O Espadachim de Carvão, de Affonso SolanoSolano acabou de chegar ao mercado com um livro despretensioso e de linguagem simples, realizando uma singela homenagem aos livros-jogos da série Aventuras Fantásticas, tão populares da década de 1990. O Espadachim de Carvão apresenta as aventuras de Adapak no mundo de Kurgala, buscando em toda trama as razões da morte de seu pai, um dos Deuses Antigos. A narrativa é inspirada nos escritos de H.P. Lovecraft, fazendo uma leitura bastante interessante da mitologia Cthullu sem atentar para a atmosfera de terror tão típica deste escritor norte-americano. Eis uma sugestão nacional e felizmente barata, sendo a minha indicação tanto para os leitores mais velhos, mas especialmente para aqueles que querem entrar no mundo da leitura.

The Ocean at the End of the Lane

4 – O Oceano no Fim do Caminho, de Neil Gaiman – marcando o retorno de Gaiman na literatura fantástica para adultos, O Oceano no Fim do Caminho é um livrinho pequeno cheio de belas e assustadoras surpresas. O personagem principal é confrontado com lembranças do passado, de tempos em que era criança e ainda não tinha estabelecido aquela terrível fronteira entre realidade e fantasia que os adultos fazem melhor do que ninguém. O livro é cativante para os mais velhos, tendo como maior trunfo uma sensação mágica de nostalgia sobre eventos que jamais experienciamos, graças à identificação quase imediata com o personagem principal, sem nome. Sem sombra de dúvidas não é a melhor obra de Gaiman, em minha opinião um escritor super valorizado (aham, ainda acho que gastou tudo em Sandman e n’Os Livros da Magia), porém é uma sugestão barata e também despretensiosa para quem está procurando um título contemporâneo de qualidade.

Assassin's Apprentice

3 – Aprendiz de Assassino, de Robin Hobb – Apesar desse mimimi exagerado do mainstream pelas Crônicas de Gelo e Fogo, fica a minha sugestão deste livro de Robin Hobb (pseudônimo para Margaret Astrid Lindholm Ogden). Aprendiz de Assassino acabou de ganhar a sua edição brasileira pela Leya, apresentando o bastardo real Fitz em sua jornada para se tornar o assassino do Rei. O livro tem a qualidade fantástica de apresentar o universo de Fantasia Medieval dos Seis Ducados de modo muito atraente, natural e singelo. Neste primeiro livro da saga Farseer Hobb apresenta a trama de modo bastante lendo e despretensioso, isso sem contar a maneira impressionante em como descreve as relações entre os homens e animais, algo certamente notável. Hobb hoje é considerada uma das referências no gênero, merecendo uma olhadela agora que chega em terras tupiniquins com esta tradução.

Wizard of Earthsea

2 – Wizard of Earthsea, de Ursula K. LeGuin – a escritora norte-americana entrou neste ano para o ról dos meus autores favoritos do gênero, aliando com bastante sabedoria uma narrativa, até então Infanto Juvenil, com uma homenagem impressionante à Linguística e Antropologia Social. O pequeno livro conta a aventura de Ged no mundo da magia (J.K. Rowling, sua farsa… Coitado do Timothy Hunter de Gaiman…), entremeando na narrativa uma poderosa mensagem sobre o poder dos nomes e das palavras, sendo definitivamente uma excelente sugestão de leitura para todas – todas – as idades. Filha do antropólogo Alfred Kroeber, LeGuin ainda será apresentada no Ao Sugo com um artigo exclusivo (aham, o artigo já está pronto).

Bridge of Birds

1 – Bridge of Birds – A Novel of an Ancient China That Never Was, de Barry Hughart – mesclando de forma primorosa elementos da Fantasia e Mitologia Chinesa, Hughart entra definitivamente para o ról dos escritores de Chinoiserie, numa obra muito, mas muito diferente do que estamos acostumados. Bridge of Birds me cativou desde o primeiro parágrafo, sendo um livro cujo estilo de narrativa lembra demais o clássico da literatura chinesa da dinastia Ming “Jornada para o Oeste”. É escrito com os mesmos floreios e hipérboles presentes na Mitologia Chinesa, contando a aventura de Boi Número 10 e o Mestre Li Kao em busca da Grande Raiz de Ginseng, o único ingrediente mágico capaz de curar as crianças do vilarejo de Ku Fu que, logo após a colheita do Bicho da Seda, caíram em sono profundo. Sendo um dos melhores livros que já li, prometo escrever um artigo exclusivo sobre a saga de Boi Número 10 e Li Kao no Ao Sugo, com o devido respeito e com mais calma. Uma palavra sintetiza a minha opinião sobre Bridge of Birds: lindo.

Victor Hugo, fantasioso editor do Ao Sugo

Victor Hugo Kebbe

Nerd, Antropólogo Japanologista, Bibliotecário do Novo Canon e do Velho Universo Expandido de Star Wars, Dragonborn, Witcher, Vault Hunter, exímio piloto de A-Wing, combatendo os Geth e Reapers até os dias de hoje.

6 comentários »

  1. Legal as sugestões. Estava na dúvida sobre o livro do Gaiman, me parece uma boa opção por um preço bom.

    Achei que faltou falar do Olho do Mundo, apesar de já ter uma artigo aqui, poderia ser uma sugestão, tenho visto pouca gente falar sobre ele.
    Os dois últimos tem versão em Português?
    Valeu as dicas Victor

    • Olá Ernesto,

      Tudo bem? Obrigado pelo comentário, fico feliz com seu retorno! Ahah

      Então, só não coloquei o Olho do Mundo nesta listinha justamente porque já temos o artigo. O mesmo vale para Fionavar Tapestry, que também é excepcional.

      Infelizmente Earthsea e Bridge of Birds ainda não tem no Brasil em português… o próprio livro da Robin Hobb só saiu agora aqui (quando li, li em inglês)… Uma pena… mas divulgando os livros, quem sabe alguém traz pra cá!

      Abração e Jingle Bells pro senhor!

      Victor Hugo

  2. Gostei! Vou deixar 2 indicações (não tão novas, mas enfim…) “O nome do vento” e sua continuação “O medo do homem sábio” o autor é Patrick Rothfuss. Graças a deus o 2o tem 900 páginas…tudo pra fazer a alegria de quem vai passar o natal em casa…

  3. Opa, indicações bem instigantes! mas acho o Neil Gaiman um baita escritor, especialmente quando faz quadrinhos- gostei de oceano no fim do caminho; um livro sem muita pretensão, caracteristica que tenho a impressão que acometeu outras obras dele.
    também fiquei muito curioso para ler o Espadachim de Carvão; saudade da série “aventuras fantásticas”, acho
    abração!

    • Ah, adoro o Neil Gaiman, certamente um dos maiores escritores de hoje em dia. Concordo com você, me parece que O Oceano No Fim Do Caminho é um livros muita pretensão, o que o faz um livrinho bem bom…

Deixe um comentário elegante

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s