O ano é 2019

Estava há pouco ouvindo novamente antigos Nerdcasts que considero memoráveis, dentre eles, o #108- Blade Runner e a Distopia Noir Futurista. Como fã inveterado de Blade Runner (do filme de Ridley Scott), do livro Do Androids Dream of Eletric Sheep de Philip K. Dick até toda produção subseqüente do Movimento Cyberpunk, cometi o erro mortal … Continue lendo O ano é 2019

30 anos de Blade Runner

Uma coruja. Um unicórnio. Uma pomba branca. Esses três animais aparecem em Blade Runner. E são a sua essência, pois representam*, respectivamente: o conhecimento racional e a morte; a pureza e um jogo divino chamado existência; o amor e o que o homem tem de eterno ─ sua alma. Los Angeles, 2019. O clima é … Continue lendo 30 anos de Blade Runner

Música no Ciberespaço

Antes de mais nada, você deveria assistir ou ler Ghost in The Shell (攻殻機動隊). Não é dica, não é sugestão, é obrigação. O mangá infelizmente não tem tradução para o português, todavia, quem é brazuca e ainda não assistiu a animação cujo título nas terras de cá é "O Fantasma do Futuro" (1995, Flashstar) deveria … Continue lendo Música no Ciberespaço

Conectado no Cyberpunk

ois é, desde os anos 60 do século passado que a Ficção Científica começava a duvidar do motor que a criou, o progresso e a ciência, reflexo dos problemas sociais e ambientais que começavam a pipocar num nível exorbitante em todo o mundo. Aí surgem os “pais” do que no futuro seria chamado do "Movimento", posteriormente "movimento cyberpunk", por exemplo com Philip K. Dick e seus Replicantes em Do Androids Dream of Electric Sheep, livro que posteriormente inspiraria a grande obra do cinema Blade Runner