Shadowrun Returns

Shadowrun Returns

Apesar de toda a crítica online disponível acerca de Shadowrun Returns, eis um jogo muito, mas muito divertido e bem elaborado. Primeiramente devo destacar a arte, fantástica… com a trilha sonora original se transforma em um mundo muito cyberpunk, lembrando os momentos noir de Blade Runner e tudo mais. Continuar lendo Shadowrun Returns

Não contratamos naturais

Não contratamos naturais

Ok, você é leitor e super fã do Portão de Tannhauser. Assistiu Blade Runner 1500 vezes, leu Neuromancer 2000 vezes, Johnny Mnemonic, Matrix… É viciado na série Ghost in the Shell, mangás e anime… e é fã de carteirinha da produção literária, artística e arquitetônica Cyberpunk. Cyberpunk, Steampunk, Clockpunk, Dieselpunk, Teslapunk, Atompunk, Biopunk! Você aguarda ansioso – e com receio – pela tão prometida continuação de Blade Runner

Continuar lendo “Não contratamos naturais”
Fique chocado com Metropolis

Fique chocado com Metropolis

Chocado. Atordoado. Estarrecido, pasmo, é pouco. Assisti há pouco e com um atraso vergonhoso a animação japonesa Metropolis (メトロポリス) de 2001, baseado na obra de Osamu Tezuka que já contava, mesmo tendo sido escrito há mais de 50 anos, uma visão futurista da humanidade. O fã de ficção científica que adorou Blade Runner por sua visão destrutiva da sociedade do futuro ou mesmo o fã de animação com certeza já viu Metropolis, caso contrário, está perdendo tempo, meu filho.

Continuar lendo “Fique chocado com Metropolis”
Ghost in the Shell 2.0 – Simplesmente… sublime

Ghost in the Shell 2.0 – Simplesmente… sublime

Não há dúvida alguma de que Ghost in the Shell (攻殻機動隊 Kōkaku Kidōtai no original) já faz parte do que convencionamos chamar de Cyberpunk nas últimas décadas, com vários elementos deste movimento que tornam essa película memorável para qualquer ser pensante. Bom, na verdade, memorável para aqueles que gostam de pensar bastante.

Continuar lendo “Ghost in the Shell 2.0 – Simplesmente… sublime”
Ghost in the Shell – Ficção científica para gente grande

Ghost in the Shell – Ficção científica para gente grande

Vocês não fazem noção de como Blade Runner fez um enorme estrago na minha vida nerd. Apanhado nos primeiros 5 minutos de filme, até hoje a obra prima de Ridley Scott é o único longa metragem que consigo assistir com replay infinito sem cansar. De melhor filme de Ficção Científica de todos os tempos à contemplação futurística e filosófica, na minha lista destas películas o próximo cyberpunk que me vem à mente é Ghost in the Shell (1995).

Continuar lendo “Ghost in the Shell – Ficção científica para gente grande”