Quer um pouco de Melange?

Sou um pouco suspeito de escrever sobre Duna. Simplesmente a considero a maior obra de ficção científica (e até fantasia, se for o caso e se for possível comparar) de todos os tempos.  E vou dizer, aqui no Ao Sugo, por que raios da conta eu a considero a obra.

Sabe quando alguém vem e te conta, enquanto você está tomando um chopp e beliscando uns piriris, como as pessoas lutaram pelo que acreditaram, passaram sufoco e ainda assim atingiram o “Equilíbrio da Força”? Pois é. Quando alguém vem com esse papo eu me lembro de imediato da história do Frank Herbert. E quem é Frank Herbert e o que tem a ver com Duna, cara pálida? Tudo. Frank Herbert foi o visionário que escreveu Duna. E para escrever essa obra (e suas seqüências literárias) ele, como se diz, teve de “ralar” muito. Continuar lendo “Quer um pouco de Melange?”