O retorno de Arquivo X

O retorno de Arquivo X

Demorou, mas saiu! Eis que temos Arquivo X mais uma vez na telinha, com o retorno mais do que acalorado … Continuar lendo O retorno de Arquivo X

Arquivo X n° 2507 – Parte 3 – Melhores episódios da Primeira Temporada

Arquivo X n° 2507 – Parte 3 – Melhores episódios da Primeira Temporada

Caros leitores, hoje cometerei a audácia (ou a infâmia) que apenas o Ben Hazrael é capaz de cometer no nosso estimado Cabaret d’Idées: apresento-lhes a primeira lista maldita dos top 10 alguma coisa! Em 9 de outubro de 2010 eu cometi o “equívoco” de escrever um especial gigantesco sobre Arquivo-X, o que rendeu várias visitações e vários pedidos de continuação. Depois de tanto tempo e de tanta promessa, aqui vai a continuação. Continuar lendo “Arquivo X n° 2507 – Parte 3 – Melhores episódios da Primeira Temporada”

Arquivo X n° 2507 – Parte 2

Arquivo X n° 2507 – Parte 2

Mitologia – Arquivo X nos Cinemas

Por ter começado a assistir ao seriado em 1995, é evidente que não acompanhei Arquivo X na sequência correta. Pelo menos não na primeira vez. Comecei pegando uns episódios pingados da segunda temporada e já ficando extasiado com as preciosidades da terceira temporada, aí já na ordem. Foi graças aos sábados de reruns e maratonas infinitas da FOX em 1996 que pude me atualizar em tempo. Contudo, desde a estreia da terceira temporada, com o sucesso mais do que consolidado, que começou o burburinho de Arquivo X ir para o cinema, um projeto de três anos e ultra mega hiper articulado com a série nas três temporadas seguintes, a terceira, a quarta e a quinta. Continuar lendo “Arquivo X n° 2507 – Parte 2”

Arquivo X n° 2507 – Parte 1

Arquivo X n° 2507 – Parte 1

Introdução – O Governo nega ter conhecimento

Se você conseguiu chegar neste escritório escondido no porão do prédio B do FBI, parabéns. Admito que foi um feito e tanto. Entrar pela porta principal, passar pelo detector de metais, virar à esquerda, pegar o elevador, descer um nível no subsolo e ainda um pequeno lance de escadas não é indicativo de caminho fácil para um primeiro visitante. Mas, apesar do seu feito, sinto não poder lhe oferecer muito mais para além de uma sala sem janelas, mal iluminada, com vários recortes de jornal nas paredes, fotografias de tantas cenas de crimes, arquivos grandes e velhos disputando espaço com um computador antigo. Contudo, além do pôster na parede com os dizeres “I want to believe” mostrando um disco voador, o que mais lhe assusta é uma brochura de papel branco, que disputa espaço com vários envelopes de papel pardo. Na capa está escrito: Arquivo X n° 2507 – Ao Sugo. Continuar lendo “Arquivo X n° 2507 – Parte 1”