Taverna Dano Crítico

Mestre – Vocês encontram um longo corredor iluminado por tochas em vários archotes. Pelo que podem notar, as paredes são feitas de blocos de pedra muito bem polida, com teias de aranha que disputam o espaço da armagassa que ligam os tijolos. À direita é possível ver uma imensa porta de carvalho, que apesar de maltratada pelo tempo e de possuir algumas frestas bem feias na madeira, ainda se apresenta como um obstáculo imponente. Uma pequena tabuleta escrita com letras banhadas em bronze informa o transeunte do periogo à espreita: “Ao Sugo – Dano Crítico“.

Jogador 1 – Eu chuto a porta!

Mestre – Está bem, rola o dado…

Jogador 1 – Ahá! Vinte no dado é DANO CRÍTICO!

Narrando com muita elegância

Mestres novatos que não sabem como criar uma aventura ou então Mestres experientes que querem macetes para construir a campanha dos sonhos, eis a sua mesa! Peça a sua porção de Duendes Verdes Fritos e aproveite o nosso acervo.

Bem-vindos à Taverna Dano Crítico

foi um longo dia de aventuras. O dragão está morto, a princesa está salva e o tesouro… Bem, ninguém vai dizer onde está o tesouro, afinal, estamos tentando guardar dinheiro para comprar o nosso pedaço de terra. Ao final de uma grande busca, o melhor a fazer é recostar a espada na pesada mesa de carvalho. Aqui, na Taverna Dano Crítico, mantida pela simpática e, diriam alguns, um tanto masculina Abigail Panopreto, aventureiros de terras distantes podem aproveitar um lugar quentinho para relaxar e curar-se de ferimentos – assumindo que todas as suas poções de Cura Completa tenham acabado. […] Leia mais

Aventuras em Mundos de Espada e Magia – Parte 1

quem aqui da minha geração (os que tiveram a infância na década de 80) não gostou de Caverna do Dragão, aquele desenho que passava toda manhã na televisão? Pois bem, para esta pergunta é tão difícil ouvir negativas quanto encontrar pessoas que odeiam batatas-fritas ou chocolate. Naquele desenho tínhamos Hank, Eric, Presto, Bob, Diana, Sheila e o infame unicórnio Uni enfrentando insólitas aventuras em um mundo fantástico, encarnando com suas armas mágicas heróis míticos em uma época onde cavaleiros medievais e dragões seriam realidade. […] Leia mais

Aventuras em Mundos de Espada e Magia – Parte 2

como dizia na parte 1 desta Saga Nerd, logo quando a Grow lançou o Dungeons & Dragons no Brasil eu acabei comprando a caixa do clássico, juntamente com o jogo de tabuleiro Classic Dungeon. Pois bem, demoraria ainda algum tempo para conseguir jogar o D&D em casa: digam-me, começo da década de 90, jogo totalmente novo e estranho, quem gostaria de jogar esse negócio? E aí que até conseguir jogadores corajosos para o D&D (sabem, aqueles amigos cobaias que a gente convence com muita persistência…), deu tempo para estudar bem as regras e para jogar nesse ínterim oClassic Dungeon e logo tempo depois o hit daqueles tempos, o Hero Quest, da Estrela. […] Leia mais

Aventuras em Mundos de Espada e Magia – Parte 3

após ter ganho tamanhos poderes por decidir ser Mestre de RPG percebi que seria inevitável conhecer mais sobre os mundos fantásticos de Espada e Magia para poder elaborar novas aventuras para jogadores tão insaciáveis. Bom, quem estou querendo enganar eu não sei: como todo proto-nerd da década de 80, quem aqui não assistiu O Feitiço de ÁquilaConan, o BárbaroConan, o DestruidorWillow na Terra da MagiaLabirintoHistória Sem Fim, tudo em looping? […] Leia mais

The Time Traveller’s Guide to Medieval England

então, The Time Traveller’s Guide to Medieval England: A Handbook for Visitors to the Fourteenth Century é escrito como se fosse um guia turístico, porém considerando que o leitor teria voltado no passado. Ao chegar na Idade Média, o leitor encontraria isso, isso e aquilo, aspectos do dia a dia medieval que não são ensinados na escola. A narrativa de Mortimer lembra muito a narração de um bom mestre de RPG, descrevendo para os jogadores o cenário e a ambientação para que possam imaginar onde estão, como seria e o que poderiam fazer. […] Leia mais

Diário de Campanha – Ninhoverde em Chamas

senhoras e senhores, nobres aventureiros de reinos distantes e outros jogadores de RPGs, bem vindos ao primeiro artigo da seção (se é que vai virar seção) Diário de Campanha! Aqui eu registrarei alguns dos principais momentos das campanhas de Dungeons & Dragons 5e que tenho mestrado nos últimos dias. Como artigo inaugural, eis os primeiros momentos da campanha D&D Tyranny of Dragons: Hoard of the Dragon Queen, ainda em andamento. […] Leia mais

Socorrendo Jogadores Incautos

Jogadores neófitos que andam estragando partidas de RPG de muita gente, eis o seu espaço. Os jogadores experientes vão adorar revisitar vários dos problemas encontrados em jogo, além de discussões fundamentais para jogadores que desejam aprimorar sua experiência. Peça a nossa iguaria Troll no Palito e seja feliz!

No Country for Old Men – Parte 1 

ao contrário do que muita gente deve ter pensado logo de início, isso não é uma resenha do filme homônimo, embora o filme homônimo seja digno de uma resenha. Aliás, o que me traz a lembrança de como o nome pelo qual ele veio ao Brasil não tem nada que ver com o sentido original. Mas enfim… estou aqui para falar sobre um dos assuntos recorrentes no mundo nerd, mundo esse do qual eu e oVictor, orgulhosamente, fazemos parte. De novo, vamos conversar um pouco sobre o bom e velho RPG. E o melhor, do ponto de vista de um jogador convicto (embora, muitas vezes, mestre). […] Leia mais

No Country for Old Men – Parte 2

Pois então, dando continuidade à nossa conversinha de dias atrás, quando começávamos a falar sobre o D&D 3.0… Então, a nova edição do roleplaying game mais antigo do mundo, agora lançado pela Wizards of the Coast, veio no ano 2000, que dava início a uma nova era no RPG, já de bico no século XXI. Antes disso, falemos um pouco do que acontecia antes. […] Leia mais

No Country for Old Men – Parte Final

a grande fama que o D&D 3.5 atingiu tornava algo inevitável aos olhos mais atentos: evidentemente, era apenas uma questão de tempo até o surgimento de uma nova remodelagem dos livros e do sistema. Daí, em agosto de 2007, a Wizards of the Coastanunciou o lançamento da quarta edição do Dungeons & Dragons. Quase um ano mais tarde, em junho de 2008, os novos livros chegaram às prateleiras. No Brasil os livros vieram quase um ano depois. Menos de cinco anos após o lançamento da versão 3.5. […] Leia mais

Sobre Dungeons and Dragons: 5ª Edição e a imprescindível fantasia

antes de qualquer coisa, peço a licença de já afirmar que isso não é um review. Hoje, o objetivo não é esse. É só conversar. Há alguns anos, quando fiquei sabendo que a Wizards of the Coast estava planejando uma nova edição de Dungeons and Dragons, de início sobressaltei-me. […] Leia mais

Adquirindo Ideias Geniais

Artigos sobre o mundo dos RPGs, voltados tanto para Mestres como Jogadores que são curiosos ou saudosistas demais para deixar o assunto morrer. Nosso drink Vinho da Queda Suave é cortesia da casa!

O Tal do Novo RPG

acabei de ler na revista especializada em RPG Dragon Slayer # 14 que as revistasDungeon Dragon, revistas oficiais e especializadas em Dungeons & Dragons está encerrando as suas atividades em setembro deste ano: é o fim da picada, motivo de muita tristeza para os jogadores mais velhos de RPG, especialmente os da segunda geração de jogadores aqui no Brasil. Calma, explico, vamos por partes. […] Leia mais

Aventura-solo!

hoje falarei a vocês sobre os livros-jogo ou aventuras-solo. Sim, uma atividade praticamente obrigatória para qualquer nerd formado nos anos 80 e que na maioria das vezes fez parte da vida dos jogadores de RPG da primeira e segunda geração. Ah, explico. Sem querer menosprezar os jogadores da atualidade, hoje muitos deles não chegaram nem a conhecer os livros-jogo de aventuras-solo por terem em mãos outras formas de divertimento associadas ao RPG, como os jogos para computador. Mas não importa. […] Leia mais

2 manas verdes e 3 manas vermelhos – Conhecendo os cardgames

não, Magic The Gathering NÃO é um RPGRPG é um jogo de interpretação de papéis, algo bastante simples de jogar e absurdamente complexo para se explicar num artigo (deixe de ser vagabundo e leia a Taverna Dano Crítico). Magic The Gathering é um dos mais famosos jogos de cartas que já existiu e que se baseia no duelo de magos em um mundo de fantasia medieval. Para quem tiver a chance de ver uma carta de Magic, verá que 1) não é um “baralho” convencional, pois não se joga tranca nem buraco nem poker com magos duelistas; e 2) não é um Super Trunfo, cujos jogadores (sempre em dois) disputam por números estatísticos acerca de… nada. […] Leia mais

É hora de Caverna do Dragão

e quando entraram no carrinho da montanha-russa e apertaram seus cintos de segurança mal sabiam que estariam partindo rumo a um mundo fantástico, maravilhoso e terrível. Pois bem caros leitores do Ao Sugo, venho apresentar um post que há muito estava engavetado durante estes dois anos de blog. Falarei de um desenho animado que literalmente mudou toda uma geração de adolescentes na década de 80, Caverna do Dragão. […] Leia mais

Dragonlance – mais do que dragões, elfos e lanças: temos kenders!

mas afinal, o que é DragonlanceDragonlance, criado por Laura HickmanTracy Hickman e Margaret Weis, pode ser visto, a meu ver, como mais um mundo ou cenário de fantasia, com suas regras, suas raças, sua magia… O mundo de Krynn é em vários aspectos similar à Terra-Média ou Forgotten Realms. Na trilogia original de Dragonlance (à qual outras se seguiram), temos um típico grupo de aventureiros viajando por florestas e por cidades e salvando o mundo de um inimigo poderoso. O grupo conta com Tanis Meio-Elfo, um guerreiro e líder; Caramon Magere, um guerreiro muito, mas muito grande e forte e bondoso; Tika Waylan, uma garçonete que luta contra draconianos com sua panela na falta de uma arma melhor; Raistlin Magere, um mago (O. Raistling. É. FO*&¨%. Sem mais). […] Leia mais

Abra a porta, Zargon!

era uma noite vil e tempestuosa, com lufadas de vento quebrando violentamente nas janelas de casa. O ar carregado, a iluminação envolta em trevas. Ok, estou exagerando um pouco. Na verdade, era uma tarde de clima bastante agradável e de brisa lisonjeira, quando ferveu aos borbotões em comercial televisivo um jogo de tabuleiro que iria destruir as nossas vidas pelos anos seguintes. Estavam anunciando a chegada de Hero Questno Brasil. […] Leia mais

Um Conto e Muito Hidromel

Aventuras consagradas que todo jogador deve conhecer. De excelentes inspirações para o mundo dos clichês, eis o seu espaço. Sirva-se do Trollalá e cuidado com os gases!

Realidade Onírica – Parte 1 – O Guerreiro

existia um jovem cheio de delírios de grandeza que, em sua juventude, gostava de praticar a arte das armas para que viesse a se transformar num homem-de-armas de grande valor. O jovem corria de lado a outro, e costumava sempre zombar um velho bêbado louco, cuja barba grisalha estava sempre suja de restos de um pão carunchento que acabara de comer, e que balbuciava como estivera em grandes batalhas, ao lado do rei em pessoa, muitas vezes. […] Leia mais

Realidade Onírica – Parte 2 – O Bardo

sentado numa pedra, à beira do mar, estava o Bardo. Não era um bardo único e diferente dos outros, mas sim daqueles bem comuns; do tipo das roupas surradas das inacabáveis viagens inacabadas, do cabelo comprido e castanho, que esvoaçava e embaraçava pela maresia e dos olhos escuros e receptivos. Ele não era tão belo assim, mas não era feio; tinha um rosto bem normal, apesar de bastante carismático; e certamente ficaria mais apresentável se resolvesse cuidar mais de sua própria aparência. Seu sorriso, porém, era carinhoso e acalentador, tal qual o brilho de seus olhos. […] Leia mais

The Gamers

Pois bem, considerado “indispensável” para todos os jogadores de RPG, em especial os de Fantasia Medieval (e assim cito o eterno Dungeons & Dragons, o RPG que inspirou o desenho animado conhecido nas terras de cá como “Caverna do Dragão”), assistam estes vídeos, da série intitulada “The Gamers”, ou melhor, “Os Jogadores”, disponível aqui no Curtas com legendas em inglês, em 5 partes. […] Leia mais

Quando Falta Gente Pra Jogar

Está difícil agendar uma partida de RPG? Está sem lugar? Está sem casa? Está sem sistema? Está sem jogadores? Calma, não chore! Ligue já o seu computador ou console e divirta-se com os RPGs eletrônicos. Se estiver com fome pode pedir seu Kobolds Al Dente para acompanhá-lo no jogo solitário.

World of Warcraft no Brasil

as vésperas de sua estreia em português após tanto tempo, World of Warcraft é um jogo online multiplayer que congrega vários jogadores assumindo papéis (porém não da mesma forma que nos RPGs, grave isso à ferro quente no seu cérebro) em um mundo de fantasia medieval bem ao gosto dos nerds, em especial, dos nerds que já passarem pelo Dungeons & Dragons e, o mais importante, não tem limites quanto ao uso IRREFREADO da imaginação. […] Leia mais

The Elder Scrolls V – Skyrim: por que tanto bafafá?

as montanhas e pradarias ressoam com a constante batalha. Nas planícies selvagens, mistérios revolvem-se em meio ao frio e ao sangue. Uma terra bárbara e violenta. O país está em uma guerra civil entre o Império de Tamriel e os rebeldes Stormcloaks, liderados por Ulfric, um antigo herói dos Nords. Ao mesmo tempo, algo que não era esperado acontece nas planícies e montanhas de Skyrim: o renascimento dos dragões. […] Leia mais

The Banner Saga

com a pretensão de criar um jogo capaz de fomentar laços de intimidade com seus personagens tal qual Game of Thrones, o pessoal da Stoic nos trouxe uma saga surpreendente, em que os homens e os Varl, gigantes brutamontes do melhor estilo da mitologia nórdica, precisam unir forças para escapar dos temíveis Dredge, uma espécie de gigantes deformados que estão dominando e destruindo todo o mundo. Como diz o pessoal do IGN, The Banner Saga é a mistura perfeita de Vikings, Game of Thrones e Disney, o que por si só já merece a nossa atenção. […] Leia mais

O Tal do Elegante Jogador Leitor

Quer deixar seu Mestre feliz ou quer ser um jogador consciente e criativo? Eis a sua mesa, a menos frequentada da Taverna… e justamente por isso que você ganha sua porção de Duendes Verdes Fritos e a sobremesa A Maçã Envenenada de graça, aproveite!

World of Warcraft – The War of the Ancients

no uso exclusivo da magia surgiram quistos e com eles preconceitos. Apesar de ainda viverem no mesmo reino e compartilharem a mesma capital Zin-Azshari, os elfos se dividiram em Elfos Noturnos e os Bem Nascidos, sendo estes últimos a corte real, os magos que estavam cada vez mais distante de seus irmãos. Na sede de poder, os Bem Nascidos descobriram um ser de grande poder em outra dimensão, o Lorde Titã Sargeras, criatura de mal indescritível cuja única vontade é destruir a obra de seus irmãos criadores do universo. Descobrindo o mundo de AzerothSargeras convenceu osBem Nascidos e a Rainha Azshara a abrir um portal para o seu mundo, prometendo poderes imensuráveis aos nossos camaradas de orelhas pontudas. [….] Leia mais

Arthas – The Rise of the Lich King

arthas – The Rise of the Lich King é sem sombra de dúvida um dos arcos mais impressionantes da história de World of Warcraft, ambientação de fantasia medieval de primeira qualidade que a cada dia que passa tem merecido mais e mais posts aqui noAo Sugo. Escrito por Christie Golden em 2009, o livro reconta os eventos de Warcraft III – The Frozen Throne de maneira sublime, numa das maiores tragédias já conhecidas pelos nerds. Tudo dá errado. Nosso herói sucumbe às perversões da maldade e do poder, num roteiro infinitamente mais elaborado do que a palhaçada da queda de Anakin Skywalker para o Lado Negro da Força. […] Leia mais