Victor Hugo, Endor – Para os fãs de Star Wars, não existe época melhor do Universo (Expandido ou não) para se estar vivo. Com o retorno da saga aos cinemas com O Despertar da Força, temos observado um boom de produtos para todos aqueles que amam essa infindável batalha entre o Bem e o Mal. E nessa onda toda, devemos, é claro, falar da invasão de Star Wars no mundo dos jogos, agora com o esperadíssimo Star Wars Battlefront.

Lançado pela EA e desenvolvido pela sua subsidiária, a DICE, Star Wars Battlefront chegou com o pé na porta e tapa na cara dos gamers do mundo todo. A série de jogos Battlefront coloca o jogador imediatamente dentro do campo de batalha, confrontando o Segundo Império Galáctico ou a Aliança Rebelde em reproduções dos cenários dos filmes já conhecidos pelos fãs.

Ao contrário dos outros jogos FPS (First Person Shooter) de Star Wars, em que o jogador entra no papel de um personagem em específico (como assim aconteceu com a EXCEPCIONAL série Dark Forces e a nem tão excepcional assim Force Unleashed), em Battlefront o jogador luta com seus companheiros em batalhas campais ou espaciais de grande escala, com centenas de soldados em franco combate.

Diferentemente dos seus antecessores, o Battlefront I e II, a terceira edição é voltada unicamente para o combate direto, sem uma história ou campanha de fundo ao qual o seu soldado está inserido. Pensado como uma plataforma Multiplayer, o jogador pode entrar em combates instantâneos aliando-se a vários jogadores pelo mundo todo, com cenários que suportam até 40 jogadores para além dos controlados pelo PC/Console.

Existem várias modalidades de combate na opção Multiplayer, sendo a Supremacia (conquista de todo o território com eliminação do time adversário), Batalha (conquista e manutenção de pontos de controle) e Esquadrão de Caças as modalidades mais procuradas e, na minha opinião, divertidas. Todos estes cenários emulam as cenas dos filmes, estando o jogador “na pele” de, inclusive, seus heróis favoritos. É possível jogar com Luke Skywalker, Leia Organa, Han Solo, Boba Fett, Darth Vader e Imperador Palpatine, com poderes e habilidades únicas.

Nesta nova edição, Hoth, Tatooine, Endor, Sullust e Jakku (sim, Jakku, do novo filme!) são os primeiros campos de batalhas apresentados, tendo a promessa de novos cenários com os pacotes de expansão, atualmente em desenvolvimento. Para os novos jogadores, a opção de adquirir o Passe de Temporada completo garante o download automático dos novos mapas de combate conforme eles vão sendo lançados pela EA.

O novo Battlefront permite ao jogador que gosta da versão Multiplayer em adquirir equipamentos únicos, garantindo uma capacidade de customização não encontrada nas versões anteriores. Conforme se pontua nas batalhas, o jogador ganha créditos que podem ser usados para comprar armas, equipamentos e destravar não só habilidades específicas, como também uniformes, armaduras e blackgrounds para o perfil online.

Uma das maiores críticas ao novo Battlefront é ao seu sistema de servidores online. Diferentemente de outros jogos que optam pelo Browse Server, em que o jogador opta onde e com quem jogar, a nova edição seleciona jogadores em regiões específicas, dificultando assim em estabelecer o diálogo em texto e áudio com outros jogadores. Tal opção também restringe a jogabilidade em relação ao período em que o jogador está online, estando, às vezes, sozinho no jogo. Diante das críticas, acredito que a EA já deve lançar correções nas próximas atualizações.

O nível de dificuldade do novo Battlefront é, por consequência do próprio Multiplayer, mais difícil que as suas versões anteriores. Um novo sistema de equipamentos chamado Star Cards garante munição e equipamentos virtualmente infinitos, mas sua utilização para aqueles que jogam no teclado e mouse são controversas, sempre os números 1, 2 e 3. Ainda existem outras opções em jogo que pedem ao jogador para usar as teclas F1, F2 e F3, para além dos direcionais, o que causa confusão ou lentidão em algumas escolhas. A incapacidade de alterar algumas teclas ou configurações (como mudar separadamente o volume da música, vozes, efeitos, etc.) também são um ponto negativo.

Para quem curte o Single Player, o novo Battlefront também possui três modalidades distintas, podendo o jogador recorrer até ao Co-Op com um amigo para fazer as missões. Até as fases de treinamento são extremamente divertidas, deixando o jogador 100% imerso no mundo de Star Wars. As modalidades Single Player e Multiplayer do Ataque dos Walkers é um show para os fãs de Star Wars V – O Império Contra-Ataca, algo já presente nas versões anteriores, porém nunca tão belamente executada.

A qualidade gráfica do jogo impressiona, estando em conformidade com os jogos da atualidade como o próprio Witcher III. Devo destacar também a trilha sonora exclusiva, magicamente mesclada com a trilha clássica de John Williams. Como já disse por aí, a trilha já vale pelo jogo inteiro. Eis uma boa pedida para os fãs de 8 a 80 anos e que a temporada de jogos comece! Nota 9.5.

Holonet - Retornar ao Menu Principal

Victor Hugo Kebbe

Nerd, Antropólogo Japanologista, Bibliotecário do Novo Canon e do Velho Universo Expandido de Star Wars, Dragonborn, Witcher, Vault Hunter, exímio piloto de A-Wing, combatendo os Geth e Reapers até os dias de hoje.

Deixe um comentário elegante

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s