Talvez você não esteja entendendo nada sobre esse tal de Star Wars Day… Duas coisas a falar a respeito: 1) isso é totalmente compreensível, não se preocupe; e 2) você deveria estar ardendo de vergonha na cara agora. Calma, vamos por partes, te garanto que a Força está com você… você só não sabe! Aviso desde já: prepare-se para o dia 25 de maio aqui no Ao Sugo, para o Especial Star Wars 2014.

Guerra nas Estrelas foi e ainda é um dos maiores hits do cinema já feitos. Sua produção desafiou todo o tipo de filme que era lançado no período, sem contar que certamente ainda é um ponto de referência muito marcante para a produção atual hollywoodiana. Se você gostou de O Senhor dos Anéis, é por causa de Star Wars. Se você gostou dos Vingadores, também é por causa de Star Wars. Se você gostou dos filmes de Star Trek, também é por causa de Star Wars.

Lançado em 25 de maio de 1977, Star Wars criou um novo padrão de desenvolvimento de filmes. Na época os cinemas estavam contaminados com filmes fatalistas e de baixo orçamento… o tal do “filme de tragédia”… Até a estupidez do Tubarão (Jaws) tinha sido feita para contentar o povo daquela época… Verdade seja dita: culpa da crise econômica da década de 70 ou não, culpa da crise política norte-americana da década de 70 ou não, o pessoal ficou infectado por uma incrível falta de imaginação e criatividade.

Com todas as minhas críticas à nova trilogia, George Lucas foi capaz de trazer novamente os tempos áureos da produção hollywoodiana em que poderíamos imaginar grandes contos de fadas, grandes heróis, princesas, viagens em mundos fantásticos, coisa muito popular nas primeiras décadas do século XX no cinema e que, infelizmente, sumiram nos anos 70. Ainda me dói muito no ouvido ter que escutar a célebre frase de que “prefiro filmes e livros mais realistas”, efeito daqueles tempos e que obviamente é proclamada por pessoas igualmente sem um pingo de capacidade imaginativa.

Star Wars foi também responsável, junto com 2001 – Uma Odisséia no Espaço de Kubrick a trazer as trilhas sonoras orquestradas para o cinema, efeito operático que vem sendo reproduzido até os dias de hoje não só no cinema, como também na televisão. Trocamos os Bee Gees de Embalos de Sábado à Noite por orquestras inteiras com 60, 100 ou mais músicos. Tudo estava ficando grandioso novamente.

Além da trilha sonora, foi Star Wars que trouxe as companhias de efeitos especiais que vocês tanto adoram hoje em dia. Com Star Wars George Lucas criou a Industrial Light & Magic para retratar de maneira inovadora as batalhas épicas, os cenários exuberantes e as criaturas fantásticas de outros planetas. A ILM definiu o novo padrão de efeitos especiais a serem procurados pelos filmes de hoje, muitos dos quais não tem nada a ver com Star Wars, mas que tem o selo ou mesmo ideologia da ILM escondida lá no fundo… Indiana Jones, Harry Potter, Star Trek… inclusive os filmes da Pixar. A Pixar foi criada como departamento da ILM, hoje famoso estúdio de animação 3D que deixa todo mundo felizinho quando sai do cinema.

Battlestar Galactica também saiu de Star Wars, seriado bastante popular da década de 70 e que foi reavivado na década passada pela NBC-Universal. Chega dos cenários de papelão pintado de Star Trek, chega dos discos voadores de plástico pendurados com fios de nylon de Perdidos no Espaço… Agora a produção televisiva para o gênero (que todos sabem ter um orçamento incrivelmente menor se comparada com os filmes) também estava mudada, obrigatoriamente mudada. As companhias de efeitos especiais e os grandes departamentos de trilhas sonoras voltaram na televisão para contar histórias grandiosas que até muito tempo estavam engavetadas.

Star Wars também mudou o marketing em torno do cinema. O maior trunfo de George Lucas foi ter retido os direitos de marketing como a produção de camisetas, pôsteres, livros, quadrinhos, brinquedos, hoje obrigatório para qualquer (eu disse qualquer) filme ou seriado que queira fazer sucesso hoje em dia. E isso pega todo mundo: 1) se você é nerd é gosta daquela action figure ou estatueta do Darth Vader na sala, é por culpa de Star Wars… e 2) se você não é nerd, mas pode assistir qualquer filme recém-lançado no cinema com menos de 6 meses de atraso em DVDs e Blu-Rays, também é culpa de Star Wars!

É, meu caro, minha cara… quer você goste ou não da saga, Star Wars chegou chegando e, desculpe o chavão, mas chegou para ficar. Quando falamos do Star Wars Day, estamos falando de duas datas em específico, o 25 de maio (pelo aniversário de lançamento do filme) como também o 4 de maio, uma brincadeira ou trocadilho com a expressão “May the Force be with you” (Que a Força esteja com você), agora “May the 4th be with you“. Levante-se, coloque a sua melhor roupa, convide os seus amigos e trate de celebrar como nós. Feliz Star Wars Day!

Que a Força esteja com vocês.

Darth Victor

Victor Hugo Kebbe

Nerd, Antropólogo Japanologista, Bibliotecário do Novo Canon e do Velho Universo Expandido de Star Wars, Dragonborn, Witcher, Vault Hunter, exímio piloto de A-Wing, combatendo os Geth e Reapers até os dias de hoje.

Deixe um comentário elegante

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s