Quem de nossa geração não se deleita com clássicos como Os Goonies, A História Sem Fim ou O Jardim Secreto? Muito poucos. Estes filmes têm algo em comum, que é a boa fase das filmagens de filmes infanto-juvenis de qualidade, contando sempre com bela produção, atuação e visual; sem falar que não tratavam as crianças com estupidez e, mesmo assim, mantinham a inocência.

Desventuras em Série (que na verdade é uma série de 13 livros pelo escritor Daniel Handler, através de seu heterônimo Lemony Snicket) parece resgatar esse período de boas produções destinadas ao público dos mais jovens, mas que eram capazes de encantar até os mais velhos. Com um visual “burtoniano” impressionante, atuações excelentes e um roteiro bem enredado, o filme nos prende à cadeira e ainda dá um gostinho de “quero mais”.

Lemony Snicket, representado (mais para dublado, já que o rosto do personagem não aparece) pelo sempre habilidoso Jude Law, narra para nós a história dos irmãos Baudelaire, Klaus (Liam Aiken), Violet (Emily Browning, uma gracinha com rostinho “nhui”, eu diria) e Sunny (Kara Hoffman e Shelby Hoffman) que ficam órfãos repentinamente, seus pais tendo morrido num incêndio em sua casa. Os irmãos, entretanto, não podem herdar a extensa fortuna de seus pais, até que Violet, a mais velha, complete 18 anos.

O parente mais próximo das crianças é um parente distante: o excêntrico e ganancioso Conde Olaf, incrivelmente vivido por Jim Carrey. O interesse do Conde é bastante óbvio: ele quer a fortuna, nada mais, e está disposto a fazer o que for preciso. As crianças, tentando escapar, acabam encontrando outros parentes distantes, mas o Conde está sempre em sua cola.

O visual é impressionante; aqueles familiarizados com o visual sombrio de filmes como Edward Mãos-de-Tesoura e O Mundo de Jack, ou seja, o visual tipicamente burtoniano, deliciará os olhos com os cenários impressionantes desta produção dirigida por Brad Silberling, de Cidade dos Anjos. Pudera, afinal, os diretores de arte e fotografia de Desventuras em Série são parceiros de Burton há tempos.

O enredo é todo muito bem roteirizado. Com pontas de um humor sutil e inteligente, demonstra ao público alvo, de maneira delicada, que o mundo é mais complicado do que parece, de maneira menos dramática, mas nem por isso tão diferente do belo O Jardim Secreto. Entretanto, ao mesmo tempo, releva a importância de virtudes abstratas cada vez mais relegadas ao esquecimento, como a inocência, a imaginação e mesmo o amor.

Marcus Vinicius Pilleggi

11 comentários »

  1. Olá Hugo,
    Sou escritor iniciante e estou em vias de publiar meu primeiro trabalho. Postei recentemente a sinopse final do meu primeiro livro, Lordes de Thargor — O Vale de Eldor, e vim convidá-lo a conhecer esta história e um pouco mais sobre o meu trabalho. A sinopse completa está em http://www.lordesdethargor.com.
    Espero sua visita.
    Grande abraço.

  2. A gente passa pra dar uma olhada na sinopse do seu livro, sim.

    A propósito, é Marcus Vinicius, e não Hugo.

    Abraços!

  3. oi meu nome é geane..
    concordo inteiramente comvc…
    ainda choro vendo a princesinha… e sonho vendo o jardim secreto…
    é bom saber q ainda existem pessoas q lembram d clássicos como esses…
    como eles é difícil de encontrar…
    acho q vo v dnovo ; )..
    bejo

  4. eu adorei o filme ele é super legal vale a pena assistir!!!!!!Tem algumas partes que choro pois é muito bonito.

  5. ACHEI MUITO LEGAL HOJE TEVE NA GLOBO NAO VI TUDO SO A PARTE Q ELA TA SE CASANDO COM O VELHO POR Q ESQUECI Q IA TER UM FILME TAO LEGALLL SABE MAS AMEI O FINALL E PENSO EM VER DENOVO MA S DESSA VEZ VO MERCA EM MEU DIARIO PARA NAO ESQUECER ADORO FILMES ASSIM BJSSS MUITO GRANDE DA NAIARA TEIXEIRA RABELO

Deixe um comentário elegante

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s