Contratempos, Deak Stockwell e Scott Bakula

Há poucos minutos assisti um seriado bastante importante na minha adolescência: Contratempos, ou, no original em inglês, Quantum Leap, seriado norte-americano feito em 1989 até 1993 pela rede NBC, estrelado por Scott Bakula no papel de Sam Beckett e Dean Stockwell como o nosso bom e velho Albert… Pois é, lançaram Quantum Leap em DVD, não bastou meio segundo para eu alugar já os dois DVDs com a primeira temporada completa… Bem que eu disse tempos atrás que eles, os produtores destes seriados, estavam lançando algumas raridades muito boas, vejam o meu artigo sobre o Amazing Stories…

Mas aposto que muita gente não conheceu Contratempos, seriado que foi exibido como um dos primeiros programas do antigo USA Network (hoje Universal Channel) em meados da década de 90 e hoje exibido pelo Sci Fi Channel – Brasil (canal irmão do USA Network/Universal Channel) sempre às tardes. Naqueles tempos eu já tinha uns 14 anos e seguia ritualisticamente a seguinte programação semanal no USA Network: 16h, MacGyver, 17h, Contratempos. Ambos seriados da década de 80, tendo o primeiro marcado bastante a minha infância (como a maioria dos leitores aqui… ok, hoje a gente malha o coitado, adoramos falar que ele fazia coisas por demais forçadas, ok, mas “que atire a primeira pedra” aquele que não assistia isso regularmente) e este segundo, como já disse, a minha adolescência.

Contratempos contava a história de Samuel Beckett, um cientista brilhante com 6 doutorados em diversas áreas e especialista em Física Quântica que criou uma maneira de viajar no tempo, simples assim. Para tanto, ele criou em 1999 o projeto Quantum Leap e um computador híbrido bastante sofisticado chamado Ziggy, que lhe permitia viajar no tempo, adentrar no corpo de outras pessoas  que tiveram algum problema e corrigir essa falha temporal. O problema é que algo deu errado: precipitadamente Sam entra no acelerador quântico, antes do projeto ser devidamente testado e pronto, vai parar no corpo de Tom Stratton, um piloto de testes da Força Aérea Norte-Americana em 1955. Perdendo parcialmente sua memória, Sam é obrigado a pilotar um dos caças mais velozes – e perigosos – da época, o X-2, avião que era içado por um bombardeiro B-50 até atingir determinada altura e velocidade, quando era solto e deveria atingir até o Mach 3, velocidade recorde da época… tudo muito bonito, se Sam soubesse pilotar aviões…

Imediatamente entra em cena o Almirante Albert Calavicci – ou simplesmente Al, amigo de Sam e que só Sam poderia ver como um Holograma Neural (a coisa é mais ou menos assim: aonde quer que esteja, apenas Sam consegue ver Al enquanto um holograma, ao mesmo tempo que Al consegue ver toda a época e o mundo ao redor de Sam por estar dentro de uma Câmara de Imagens, algo semelhante ao Holodeck de Jornada nas Estrelas – A Nova Geração), amigo que explicaria tudo ao pobre Sam sobre o acidente e o auxilia a pilotar o caça: quando Sam conseguisse descobrir qual a falha temporal e pudesse corrigi-la, ele rapidamente seria remetido de volta à sua época! Fácil, não? Antes fosse: corrigido o primeiro problema temporal apresentado no episódio piloto, ele seria remetido à outra época, aleatoriamente…

E assim seria a vida de Sam, pulando de um tempo para o outro consertando problemas temporais na vida de outras pessoas, problemas que seriam salvar a vida de alguém, fazer alguém tomar a decisão certa desta vez, etc. Eis a parte talvez da licença poética de Contratempos, seriado que teve apenas (infelizmente, apenas) 96 episódios, produzido pela Belisarius Productions (a produtora de Donald P. Bellisario e que anos depois produziria JAG – Ases Invencíveis, seriado militar exibido no fim da década de 90 também pelo USA Nertwork) em parceria com a Universal TV. Scott Bakula voltaria à tela décadas depois para viver o Capitão Jonathan Archer de Star Trek Enterprise, seriado franquia de Jornada nas Estrelas que não foi tão bem sucedido, apesar de deixar algumas histórias e personagens memoráveis como o próprio Archer de Bakula (aliás, fofoca de bastidores, Scott Bakula era reconhecido por todo o staff de Star Trek Enterprise como uma das melhores pessoas e um dos melhores profissionais com quem trabalharam em 20 anos de carreira…).

Quantum Leap acabaria em 1993 nos EUA, apesar de aqui ter se alongado nos anos seguintes graças às reprises (ou syndication como se fala nos EUA) junto com outros programas que também imprimiram grandes impressões na minha própria vida: é algo do tipo que desperta sua mente para exercitar até onde chega a sua imaginação ou, melhor, para expandir seus limites. O lançamento agora dos DVDs aqui no Brasil pela Universal não deixa de ser uma fantástica referência ao próprio enredo do seriado: é a nossa chance de voltar no tempo. Tá esperando o quê?

Caso você esteja perdido e não sabe do que eu ando falando, você bem que podia ver outro texto que deixei por aqui
Amazing Stories – https://aosugo.wordpress.com/2008/03/02/historias-fantasticas/ [Ao Sugo]

Victor Hugo

Artigo publicado também no JornadaBBS

Victor Hugo Kebbe

Nerd, Antropólogo Japanologista, Bibliotecário do Novo Canon e do Velho Universo Expandido de Star Wars, Dragonborn, Witcher, Vault Hunter, exímio piloto de A-Wing, combatendo os Geth e Reapers até os dias de hoje.

6 comentários »

  1. Caro Victor, Sempre gostei e gosot do Contratempos…Assisto sempre no Sci Fi Chanel…Gostaria de saber onde acharia o seriado para comprar…Procurei em grandes lojas e não consegui achar em nenhuma…Teria Alguma dica?Obrigado,

    Guilherme (guilton@ig.com.br)

  2. Olá Guilherme,

    Então, eu encontrei na minha cidade, mas soube que se esgotou rapidamente nas lojas daqui. Mas andei procurando na Internet e você pode encontrar o box em sites como o próprio Submarino.

    Muito obrigado por acompanhar o Ao Sugo, sua participação é muito importante para nós.

    Abcs

  3. caro amigo Victor, tambem tive o prazer de acompanhar a serie que é explendida, tive tambem a oportunidade de comprar a primeira temporada, fiquei sabendo há um tempinho atraz que a record estaria exibindo, infelizmente não foi a tempo para poder até a gravar. mas te pergunto, voce sabe como conseguir esta serie por completo, quem possa vender? e tambem se voce sabe sobre os proximos dvds, já existem pra venda aqui no Brasil, há expectativa no lançamento dos epsódios seguintes. mande ai pra mim um retorno pelo meu e-mail. grato.

    • Boa noite Washington,

      Fico feliz pelo seu comentário. Espero de goste do conteúdo do nosso blog, ainda mais porque tem outros posts sobre seriados do mesmo tipo.

      Sobre a sua questão, infelizmente não tenho notícias animadoras. Até onde sei não existe nenhuma previsão do lançamento do seriado no Brasil, digo, as demais temporadas. A segunda e terceira são facilmente encontradas em inglês na Amazon, mas nenhuma sinalização do Universal Studios pro Brasil… é uma pena…

      Victor Hugo

Deixe um comentário elegante

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s